Resenha do livro Ame o que é Seu

25 de novembro de 2011


Ellen é uma mulher de 30 anos, fotógrafa e casada com Andy, o irmão de sua melhor amiga. Andy é um amor de pessoa, um homem de caráter e atitudes elevadas. Eles estão casados há alguns meses e tudo parece ser perfeito até que alguém que ficou no passado reaparece na vida de Ellen: Leo.
  Leo é o ex-namorado de Ellen, uma grande paixão que aconteceu em sua vida há oito anos. Eles nunca haviam se reencontrado desde o rompimento, aparentemente sem motivo algum. E foi justamente por esse rompimento ter sido tão inusitado que ficou na vida de ambos como uma história mal resolvida, e isso só se revela ainda mais quando acontece esse reencontro. O coração de Ellen dispara e ela descobre que a paixão que sentia por ele não ficou completamente no passado. A partir daí começa um grande dilema na vida de Ellen. Será que ela realmente ama seu esposo? Será que a paixão que Leo reacendeu será capaz de destruir seu casamento? Ou tudo não passa de uma história mal resolvida que precisa simplesmente de um ponto final?
   Emily Giffin trabalhou de forma bem minuciosa os conflitos  sentimentais vividos por Ellen, ela abrangeu a carência afetiva de Ellen, cuja mãe havia morrido de câncer quando ela tinha apenas 13 anos. A amizade que ela tinha com Margot (irmã de Andy) também foi alvo de questionamentos, já que ela consideraria uma traição dupla, caso cedesse ao seu sentimento por Leo.
   Na verdade, isso tudo serviu na vida de Ellen para que ela mesma pudesse descobrir onde estava seu coração. Se ela estava realmente feliz depois de ter passado por tantos momentos difíceis em sua vida.
    Ame o que é Seu ( o título do livro já diz tudo) vai nos fazer refletir sobre o que temos e se realmente amamos e valorizamos o que é nosso. Quando estamos felizes, levando uma vida tranquila, quando tudo parece ir bem, surge algum “Leo” em nossas vidas para por em dúvida nossas satisfações. É quando começamos a nos questionar sobre nossas escolhas, é quando nos reportamos ao passado e começamos a imaginar como seria a nossa vida se tivéssemos feito outras escolhas.
   A vida é feita de amores  e de paixões e entre essas duas opções está a nossa escolha. Algumas pessoas escolhem algo sólido e duradouro que buscam amar pacientemente a cada dia. Outras escolhem dar um passo no escuro e viver intensamente, sem se preocupar com as oscilações de uma relação furtiva e imprevisível.
   Em todo o caso, valorize o que você tem, seja feliz com suas escolhas, aprenda com os erros do passado, lute pelo que deseja e ame o que é seu... Eis o segredo de se viver bem!

Ficha Técnica    
Autora: Emily Giffin

Título: Ame o que É Seu

ISBN: 9788599560532

Selo: NOVO CONCEITO 

Ano: 2008

Edição: 1
Número de páginas: 312

Preço Sugerido: R$ 29.90

Área Principal: FICÇÃO
Assuntos: ROMANCE


SPOILERS

Não resisti!!! Qual a graça de ler um livro e não poder comentá-lo mais a fundo? Bom, vou mesmo soltar spoilers! Se não curtir, não leia, ou melhor, leia só depois de ler o livro!
Vamos lá!
Quando iniciei a leitura, confesso que não gostei. Afinal, se a Ellen tinha um casamento “perfeito” por que deixar um espaço tão grande para o Leo entrar na vida dela?
Tudo bem, o encontro foi por acaso, o Leo despertou toda aquela paixão que havia ficado no passado, então, mas um motivo para a Ellen ficar bem longe dele! (Ok, se isso acontecesse Emily Giffin não teria como escrever o livro, concordo).
Bom, então usando a desculpa esfarrapada de esclarecer o que havia acontecido no passado, Ellen deixa uma abertura imensa para o ex entrar em sua vida. Esconde tudo do Andy e vai se aproximando cada vez mais do Leo.
Logo no início, eu não gostei do Leo. Até imaginei o perfil dele, um sujeito meio cínico com cara de destruidor de casamentos!
Já com o Andy, eu simpatizei de imediato!
Mas com o passar da história, eu fui entendendo cada vez mais a Ellen. A gente escolhe as atitudes, mas não os sentimentos. E fui até simpatizando mais com o Leo, que apesar de tudo, o sentimento que ele ainda nutria pela Ellen, foi se demonstrando verdadeiro. Eu fiquei até com peninha dele depois da declaração de amor e tudo... Deve ser terrível saber que  ama uma pessoa e vê-la assim, saindo da sua vida e pior, saber que no passado foi você quem deu o fora. Ou seja, sua atitude que estragou tudo.
Mas eu não vou ficar em desesa do Leo, porque desde o início torci pelo Andy. Ele foi super fofo desde o início. Tão carinhoso! Mesmo depois da grande briga dele com a Ellen ele ainda demonstrou autocontrole e preocupação com ela. E mais, no final compreendeu tudo o que estava se passando com ela e assumiu parte da culpa. Foi lindo de ver! (ou melhor, de ler!). Sem dúvida Ellen fez a escolha certa!
Fica aí uma parte marcante do livro e que resume tudo: “O amor, não como uma manifestação de paixão, e sim como uma opção pelo compromisso com algo ou alguém, sejam quais forem os obstáculos pelo caminho. E talvez, ao fazer essa opção vez após vez, dia após dia, ano após ano, diga mais sobre o amor do que nunca ter de fazer escolha alguma.”
Lindo, não?
Bjos e até a próxima leitura!



6 comentários:

  1. M. A. disse...:

    OMG. Adoro a capa desse livro. E como já li Questões do Coração sei que vou amar esse livro que já está na lista dos desejados. Sua resenha só fez aumentar a minha vontade de devorar esse livro. Adoro Emilly Giffin e ela sabe como ninguém tratar de temas que poderia acontecer na vida real. Certamente há mais "Ellen" por aí do que imaginamos. Qndo terminei Questões do Coração pensei "poderia acontecer comigo" e de novo, acho que me farei a mesma pergunta se tiver a oportunidade de ler Ame o que é Seu.

    Adorei a resenha, mto bem escrita. Nem sempre comento no blog mas leio todas as suas postagens.

    Uma abraço querida. E amamos ter contato com vc também.

  1. Querida, você me deu um incentivo e tanto!
    Um grande abraço!

  1. Hummm! Preciso ler esse livro. Parece bem interessante. Bjs!

  1. Anônimo disse...:

    Não gostei!!
    Ellen é fraca,insegura e BURRA!
    Só mesmosendo mto idiota p n se apaixonar completamente pelo Andy...Q príncipe!Um sonho.
    Eo final....ai, detestei!

  1. Anônimo disse...:

    EStou em dúvida se prossigo, o livro não me tocou em nada,muito detalhe pra pouca coisa, e agora q acabei de ler q o final não agradou,perdi de vez a vontade de continuar a leitura :(

  1. Anônimo disse...:

    Tbm nao gostei.. Ellen é insegura e fica se fazendo de coitadinha o tempo todo.. Aff nao tenho paciencia pra essas coisas.. Dorme com o Andy desejando estar com o Leo, liga pro ex varias vezes ao dia, mente pro marido diversas vezes..
    pra mim é uma vagabunda!! O Andy merecia coisa melhor, ela tinha que ficar sozinha no final do livro.. :(

Postar um comentário