Resenha do livro A Jornada

3 de outubro de 2011



Que história mais fofa! Uma delícia de ler...
Mas confesso que ao ler as primeiras páginas imaginei que não fosse apreciar a leitura. Achei que seria uma história infantil meio insossa já que a protagonista é apenas uma garotinha de nove anos. Ledo engano... As irmãs Rittle ensinam uma lição que todo adulto precisa aprender... E só lendo o livro para compreender.
Maple T. Rittle mora com seus pais e suas duas irmãs (a mais velha, Dawn e a mais nova, Beetle) em uma casa no alto da montanha. Sua mãe está grávida de sua terceira irmã, Lily. Lily acaba nascendo com problemas no coração, e corre o risco de perder sua vida.
Como toda criança, Maple tem uma imaginação pra lá de fértil e resolve pôr em prática sua jornada em busca da Mulher Sábia (conta-se a lenda que há uma Mulher Sábia na floresta que possui uma água milagrosa capaz de curar alguém da morte).
Claro que ela e sua irmã Dawn acabam se metendo numa grande encrenca e correm sérios perigos quando decidem pegar uma canoa e irem em busca dessa Mulher Sábia na floresta.
O incrível de toda essa história, é que em meio à narrativa das aventuras  pelas quais as irmãs passam, o que predomina são os gestos de amor. A história gira em torno da família e os laços de amor e união que existem onde há pessoas que se amam e possuem a coragem de fazer qualquer coisa para se manterem juntas e felizes. A felicidade daqueles que nós amamos passa a ser o que mais importa, e não importam os riscos pelos quais teremos que passar, precisamos estar dispostos para manter o amor e a união no lar.
Se existe uma água milagrosa, não sabemos. Mas o que poderemos saber com toda a certeza é que o amor é capaz de fazer milagres. Nem sempre as coisas acontecem do modo como esperamos ou desejamos, mas as consequências de um gesto de amor sempre fluem para o bem daqueles que estão ao nosso redor.
 

©Copyright 2011 Apreciando a Leitura | TNB