Entrevista com o escritor Roque Neto

10 de fevereiro de 2012 6 comentários
Olá queridos leitores!

Estou estreando aqui um espaço mais interativo entre escritores e leitores. Um espaço onde vamos poder conhecer um pouquinho melhor nossos queridos escritores nacionais e suas respectivas obras.
E é com muito prazer que inicio essa nova fase do blog com o escritor do livro PORQUE EU AMEI, Roque Neto.
Ele foi super gentil na entrevista e em conceder um pouco do seu tempo para nós.


Apreciando a Leitura: PORQUE EU AMEI é um livro que aborda temas polêmicos. Gostaria de saber qual foi o seu objetivo ao se dedicar a escrever toda essa história e se agora, depois do livro publicado, esse objetivo está sendo alcançado?

Roque Neto: O meu primeiro objetivo foi fazer com que meus leitores parassem para refletir sobre o sofrimento dos homossexuais. Tantos atos de violência física e psicológica são praticados diariamente contra estas pessoas e, muitos de nós simplesmente ignoramos isto, como se o problema não nos dissesse respeito. Por exemplo, apenas em janeiro deste ano, 36 homossexuais foram assassinados com requintes de crueldade no Brasil. Como um humanista e educador, não posso ignorar este fato.
Creio que o livro tem alcançado o objetivo de abrir espaço para diálogo sobre o assunto, especialmente no que diz respeito à homofobia que acontece dentro de casa, no processo de educação dos filhos.


Apreciando a Leitura: E pelo fato de ter criado um personagem que além de ser homossexual, é padre, você pretendia também levantar questionamentos sobre o celibato entre os líderes religiosos católicos, ou foi algo que surgiu naturalmente?

Roque Neto: Meu objetivo não era questionar o celibato, pois acredito que o celibato tem sentido quando é fruto de uma escolha madura e oblativa. A minha intenção era mostrar as diversas facetas da religião. Se pensarmos bem, em alguns momentos históricos as igrejas cristãs se tornaram líderes na defesa das vítimas de violência e preconceito. Em outras circunstâncias, as diversas denominações religiosas cristãs reforçam tais situações, especialmente no que diz respeito à homofobia. Basta ver quem são os grandes opositores a aprovação da criminalização da homofobia no Congresso Nacional.


Apreciando a Leitura: Em algum momento você pensou em desistir de escrever ou publicar esse livro com receio da reação do público?

Roque Neto: Em momento algum pensei em desistir... Claro, venho de uma família católica e conversei com vários membros de minha família enquanto escrevia o livro. Ninguém se opôs. Este apoio foi essencial.
Em relação ao público mais amplo, minha expectativa sempre foi de que PORQUE EU AMEI seria bem recebido. O tema é instigante e o desenrolar da história prende a atenção do leitor.


Apreciando a Leitura: Durante a maior parte da trama o Padre José Lucas viveu escondendo sua verdadeira identidade praticamente de todas as pessoas com as quais convivia. Você acha que o medo de ser vítima de homofobia ainda faz com que as pessoas omitam sua opção sexual? E é possível viver toda uma vida com uma máscara?

Roque Neto: A mesma máscara que protege do medo da rejeição pela família ou da violência nas ruas também fere. A pessoa que precisa o tempo todo se policiar, se cuidar para não demonstrar em momento algum o que ela sente e pensa sofre um nível de tensão, de stress altíssimo, que acaba danificando a saúde dela. Sabemos que a presença de cortisol (hormônio do stress) está relacionado à insônia e pior do que isto, à problemas graves no sistema imunológico, por exemplo. Enfim, uma decisão motivada por questões familiares, culturais ou religiosas tem impacto direto na saúde fisiológica e no bem-estar da pessoa.


Apreciando a Leitura: Li uma entrevista sua em que você falou da reação positiva do público em relação ao livro, que recebeu muitos e-mails de agradecimento, mas houve alguma reação negativa por parte dos leitores?

Roque Neto: Até agora não tomei conhecimento de reações negativas. Contudo, alguns leitores se dizem surpresos com o modo como a história termina, o que tem mais a ver com a técnica em si do que em relação ao conteúdo do livro. Neste sentido penso que finais surpreendentes são uma marca dos dois livros ficcionais que escrevi até o momento.


Apreciando a Leitura: Realmente a história termina de um modo que podemos imaginar o que poderá acontecer, mas também podemos ser surpreendidos... Então há um projeto para o segundo volume da obra?

Roque Neto: A princípio não tinha a intenção de lançar um segundo volume. Contudo, as questões que ficaram abertas nos últimos capítulos do livro parecem clamar por respostas. O roteiro para o segundo volume já está pronto, mas ainda não tive tempo para escrever. A saga da família Lucas vai continuar de modo surpreendente...


O livro PORQUE EU AMEI está à venda no site da Editora Dracaena:

E para conhecer um pouco mais o escritor Roque Neto, acesse o seu site:

6 comentários:

  • Vanilda disse...

    Adoro a ideia de entrevistas com os autores. Assim conseguimos entender o lado deles, ou seja, qual a intenção (se é que eles tinham alguma) ao escrever determinado livro. Parabéns pela entrevista!

  • Elaise Lima disse...

    Obrigada! Tenho planos para entrevistar outros autores em breve. O escritor Roque Neto foi bem simpático e foi muito bom conhecer o ponto de vista dele sobre o tema do livro.
    Bjos!

  • Ágata Bresil disse...

    Acho muito legal os blogs que conseguem entrevistas com os autores, essa interatividade é ótima para os leitores. Você está de parabéns. Ainda não tinha ouvido falar desse autor, mas gostei bastante da entrevista e fiquei interessada no livro, eu nunca li algo polêmico assim.

    Estou seguindo aqui. Beijos.

    http://tudotemrefrao.blogspot.com/

Postar um comentário

 

©Copyright 2011 Apreciando a Leitura | TNB