Resenha de Charlotte Street

24 de outubro de 2012 2 comentários



Se você está à procura de uma leitura divertida, Charlotte Street é um livro que recomendo. O tempo inteiro fiquei visualizando as cenas de um filme, daqueles que você se diverte ao assistir. 

Jason Priestley (o nome dele te lembra alguém? Se você for da minha época vai lembrar de Barrados no Baile. Tá, mas o personagem do livro não tem nada a ver com a série embora sempre que se apresente a alguém as pessoas o provoquem com o seu nome.) é um homem não muito bem resolvido com sua vida profissional e amorosa. Ele era professor, mas não exercia sua profissão com muito amor. E após um “trauma” sofrido na escola decidiu se tornar escritor freelancer, escrevendo artigos para um jornal (me identifiquei com essa parte, já que também fui professora e agora sou revisora freelancer). Em relação a sua vida amorosa Jason havia levado um fora de Sarah, sua ex-noiva, que agora estava noiva de Gary. Jason não estava muito feliz com a situação, por saber que havia perdido uma grande mulher e então ele comete algumas “burradas” que só piora sua situação com Sarah e com os amigos que eles tinham em comum que veem Jason como um fracassado. 

O melhor amigo de Jason, Dev, é uma pessoa que parece viver em outra dimensão. Os dois formam uma dupla brilhante em fazer bobagens, e a coisa só piora ao conhecerem Abbey, que é uma garota um tanto louquinha, mas que acaba ajudando Jason de alguma forma. 

A história gira em torno da procura por uma garota que Jason viu na Charlotte Street. Ela carregava muitas sacolas e ao entrar num táxi acabou derrubando tudo. Jason a ajudou, eles cruzaram aquele olhar... E você já viu essa cena antes, não é? A partir daquele momento Jason passou a procurar por essa garota, principalmente porque ela havia deixado cair uma câmera, e a desculpa de Jason para encontrá-la era devolver a câmera. Dev, Abbey e Matt (um ex-aluno de Jason) se envolvem nessa história para ajudar Jason a encontrar a tal garota. 

Apesar das trapalhadas dessa turma o livro transmite algumas mensagens importantes como: Não deixar que suas atitudes afastem as pessoas que você ama; seguir em frente quando as coisas derem errado; se “encontrar” profissionalmente e, principalmente, “fazer acontecer”, não deixar que os momentos da vida passem sem você aproveitá-los. Nós vamos lembrar muito desses momentos ao ler o livro. Vamos lembrar quantas coisas passam por nós e vão embora. Os momentos sempre passam, por isso é preciso aproveitá-los bem para que as lembranças se tornem boas. 

Mais informações sobre o livro no site da editora.

2 comentários:

  • Ana Paula Barreto disse...

    Desde que vi a capa deste livro, fiquei apaixonada! Eu amo Londres.
    Quanto a história, eu gostei bastante (pela resenha). Gosto de livros que valorizam a amizade e não só um romance. E também acho que sempre que nos relacionamos, crescemos um pouquinho. E estas lições trazidas pela história mostram isto.
    Dúvidas e burradas fazem parte da vida de todo mundo, mas superar e "fazer acontecer" são escolhas.
    Gostei mesmo e espero conseguir ler este livro um dia desses. Está no TOP da minha listinha!
    bjs

  • Elaise Lima disse...

    Ana Paula, vou fazer a resenha premiada dele em breve. A correria está tão grande que nem enviei os últimos livros sorteados. Assim que eu enviá-los (espero que seja amanhã) vou postar a promo de Charlotte Street.

    Bjos!

Postar um comentário

 

©Copyright 2011 Apreciando a Leitura | TNB