Resenha de Segredos Revelados (com spoiler)

25 de fevereiro de 2013 0 comentários


Segredos Revelados relata a história de uma família composta por um pai submisso; uma mãe fútil que só reclama, completamente insatisfeita com a vida; a filha de 12 anos, Sara, mimada e superchata; e a normal da família, Emily, uma garota de 15 anos. 

O livro inicia com essa família viajando para a casa de Alex e Kate, um casal sem filhos, amigos de Don e Debbie Winter (a família acima citada). De imediato não dá para entender por que eles são amigos, uma vez que Alex e Kate são gentis e amigáveis e não tem nada a ver com o perfil da família Winter. Pois dá para perceber que Don tem muita inveja de Alex, que é um homem bastante rico. E Debbie vive fuzilando Kate, jogando na cara que ela não pode ter filhos e quer ser a “mãe” das filhas dela. 

Os personagens são desagradáveis. A Emily, que é a mais legal da família é muito “apagadinha”, sua participação na história se torna quase nula, sendo que ela poderia ser mais ativa no decorrer dos acontecimentos. 

A linguagem que a autora utiliza é um tanto tosca, assim como a história. 

Sara, a filha mimada, incentivada por sua mãe, acusa Alex de tê-la assediado sexualmente. Ele vai a julgamento. A menina cria histórias nojentas. Don, mesmo sabendo que a mulher é uma megera e a filha uma mentirosa, aceita toda a história e acusa Alex. Emily, a única que não acredita na irmã e conhece o caráter da mãe faz o quê? Nada! Isso mesmo, nada. 

Como se não bastasse tanta maldade o advogado de Alex é também um pilantra que não ajuda em nada no julgamento e, claro, Alex é condenado. Então Kate se toca e contrata um novo advogado. E quando o cara coloca a mão na massa para tentar resolver toda a situação adivinha o que acontece? Você nunca viu isso antes: acontece uma briga na prisão, Alex vai defender um dos caras, leva uma facada e morre. 

Kate passa anos planejando uma vingança e é claro que no final do livro ela se vinga. Até a vingança foi boba, mas tudo bem. 

E depois disso tudo Kate fica sozinha? Claro que não, ela se apaixona e se casa. E quem poderia ser esse novo amor? Claro, o novo advogado bonzinho que quase salvou o marido. 

Ah, gente. Não dá o menor prazer ler um livro desses. Você fica indignada do início ao fim e ainda é tudo muito previsível. Terminei de ler rapidinho só para poder passar para a próxima leitura. :-)


Mais informações no site da Editora Novo Conceito.



0 comentários:

Postar um comentário

 

©Copyright 2011 Apreciando a Leitura | TNB