Resenha de Tudo o que ela sempre quis

16 de março de 2013 0 comentários


Tudo o que ela sempre quis foi um livro que passou um tempão na minha estante, mas quando finalmente o retirei de lá, não consegui largar dele! 

Natalie Bishop é uma médica em seu último mês de residência trabalhando no hospital St. Timothy’s em São Francisco. Ela teve uma infância difícil e formar-se em medicina era seu grande sonho, a oportunidade de ser “alguém” na vida, algo que sua mãe não foi. 

Entrar na universidade foi o primeiro passo para ascensão na vida de Natalie, ela logo fez amizade com sua companheira de quarto, Emily, e com as duas garotas do quarto ao lado, Laura e Madison, formando assim o grupo as Quatro Fantásticas. 

O grupo viveu experiências marcantes na vida de cada uma, mas, uma tragédia aconteceu e Emily acabou morrendo. O grupo se dispersou, assim como o grande amor de Natalie, Cole Parish, que, de certo modo, também estava ligado ao grupo. 

Dez anos se passam e as garotas não mantinham mais contato umas com as outras até o surgimento de um livro... O livro relata exatamente a história delas, o que causa um espanto entre as garotas. Elas acabam se reencontrando com o desejo de desvendar o mistério de quem havia escrito o livro, pois além de relatar histórias particulares sobre elas, o autor do livro acusa Natalie de ter assassinado Emily. Quem seria esse autor que estava incriminando Emily? Será que ela poderia confiar nas amigas para ajudá-la a encontrá-lo? Ou uma de suas amigas é quem poderia ter escrito o livro? Esses são os questionamentos que fazem de Tudo o que ela sempre quis um livro muito bom. Barbara Freethy nos deixa ansiosas para descobrir cada detalhe sobre a morte de Emily e se Natalie está envolvida ou não. 

Mas, mesmo diante de uma acusação tão grave, Natalie pôde relembrar o início da amizade com as garotas, esclarecer alguns fatos que ficaram mal-resolvidos e, principalmente, reencontrar Cole, pois era exatamente com ele que Natalie precisava superar suas mágoas e prosseguir com sua vida. Algumas coisas não podem simplesmente ficar no passado sem uma resolução, no futuro elas sempre voltam até que tudo possa se resolver.

Mais informações no site da Editora Novo Conceito.

0 comentários:

Postar um comentário

 

©Copyright 2011 Apreciando a Leitura | TNB