Resenha do livro A Aprendiz

18 de março de 2014 0 comentários


A Aprendiz é o segundo livro da trilogia do Mago Negro. Como eu esperava, o livro dois trouxe mais emoção que o livro um, embora Sonea tenha sofrido até metade do livro as ameaças dos outros aprendizes do Clã, sem revidar. Às vezes era de perder a paciência tanta passividade da personagem, mas na verdade ela tinha seus motivos, e era melhor ser sensata a correr riscos. O aprendiz Regin se mostrou bastante maldoso e muitas vezes passava dos limites na perseguição contra Sonea. O que mais o irritava era aceitar que a ex-favelada tinha uma força e poder superior aos demais aprendizes. 

Cery faz falta nesse livro. Diferente do livro um, sua participação é bem pequena. Mas ocultamente ele está desenvolvendo um importante papel.

Um personagem que também se destacou muito foi Dannyl. Em sua viagem para assumir o cargo de segundo embaixador de Elyne ele descobriu muitas coisas interessantes, inclusive uma forte amizade com Tayend, que era seu assistente durante alguns momentos, fez com que Dannyl descobrisse mais sobre si mesmo. Muitas coisas são reveladas e a história ganha um mistério interessante.

Apesar de as coisas não acontecerem como Sonea espera, a aprendiz aumenta seu potencial como maga a cada dia, descobre coisas que não deveria e vê algo que pode mudar o destino do Clã, o que nos deixa cheios de expectativas em relação à continuação da história. 

Como comentei antes, O Clã dos Magos foi meio lento, A Aprendiz já nos deixou com uma vontade incontrolável de continuar a história. E O Lorde Supremo, já adianto, supera todas as expectativas.

0 comentários:

Postar um comentário

 

©Copyright 2011 Apreciando a Leitura | TNB