Resenha do livro Bolsa Blindada

9 de junho de 2015 0 comentários
Bolsa Blindada


Gosto de ler sobre economia doméstica. Não sou de gastar dinheiro com bobagens, mas sempre é bom rever nossas finanças e verificar se estamos usando o dinheiro com sabedoria. Não adianta, tem que sobrar. Se no final do mês o dinheiro não der para pagar as contas é porque tem algo errado aí. Se também não estiver sobrando nem um pouquinho, também tem algo errado aí, então é preciso parar e analisar as finanças direitinho, afinal, vocês já devem ter ouvido muito falar por aí: Não está fácil para ninguém.

É verdade, atualmente temos muitas despesas e a coisa não está fácil mesmo para quem quer morar em um bom lugar, dar uma boa educação aos filhos, saúde, enfim, para se ter o básico hoje em dia está muito caro. Por isso quando vi o livro Bolsa Blindada não pensei duas vezes em comprá-lo. Queria mesmo algumas dicas para saber onde estou pecando.

O livro dá excelentes dicas, ele não decepciona. Para mim, não houve nenhuma novidade porque já tenho um certo controle das finanças e já li algumas coisas sobre o assunto. Mas, mesmo assim, pude aprender um pouco e, no meu caso, aprendi a controlar melhor as compras de alimentos. 

Gente, se analisarmos bem, em nossa casa, nós desperdiçamos alimentos, e consequentemente dinheiro. Quem tem filho pequeno sabe o que é isso, às vezes compramos muita bobagem no supermercado, coisas que não são saudáveis e que pesam no bolso. Coisas que deixamos estragar, que mofam na geladeira e depois... Lixo. E para onde vai nosso dinheiro? Para o lixo!

Em Bolsa Blindada, Patrícia Lages dá dicas de como podemos administrar melhor nossas finanças. A linguagem é bem-humorada e a leitura se torna fácil e rápida. Para quem gosta de gastar sem pensar bem no que está fazendo, eu recomendo esse livro. E para quem tem controle da situação, também recomendo, pois há dicas de como economizar mais, investir bem o dinheiro, substituir produtos, enfim, toda pessoa que administra um lar deve conhecer um pouco de economia doméstica.

Mas não se engane, poupar não é fácil, é preciso controle. Se você precisa gastar mais, tem que dar um jeito de ganhar mais, e se não tiver como ganhar mais, corte o que não é tão necessário.

A nossa vida financeira deve refletir quem somos, não o que gostaríamos de ser. E só através de trabalho árduo é que conseguiremos uma vida financeira melhor. 

As dívidas acabam com a autoestima de um ser humano. Prejudicam a nós mesmos e consequentemente a nossa família. Use seu dinheiro com moderação!

0 comentários:

Postar um comentário

 

©Copyright 2011 Apreciando a Leitura | TNB