Resenha do livro The Walking Dead II – O Caminho Para Woodbury

17 de agosto de 2015 0 comentários
Por: Wellington Purcino


Sabe aquela sequência que esperamos depois de ler um bom livro? Aquela que torcemos para ter outros muitos pela frente e logo? Assim foi e é para quem leu The Walking Dead I – A Ascensão do Governador. Para alguns, mais uma oportunidade de dar uma chance para a série por não ter gostado do primeiro livro, para outros a emoção de continuar acompanhando seus personagens em um mundo pós-apocalíptico em The Walking Dead II – O Caminho Para Woodbury.

Nesta sequência conhecemos novos personagens como Lily Caul que sofre de uma ansiedade muito forte e uma instabilidade emocional mais forte ainda. Essas duas combinações no mundo normal já não são muito boas, imagine com o mundo destruído pelos zumbis e tendo que lutar cada segundo para sobreviver mais um dia. É uma combinação explosiva!

Lily Caul faz parte de um grupo de sobreviventes até que pisa na bola feio quando os zumbis invadem o acampamento, Chad Bingham fica irritadíssimo com ela e quer vingança de qualquer jeito.

Josh Lee Hamilton que é apaixonado por Lily briga com Chad para protegê-la. Claro que poderia ficar pior, os dois são expulsos do grupo e vão embora, mas não partem sozinhos, alguns membros juntam-se a eles, pois sabem que o grupo já não está mais unido e aumenta o risco de ataques dos zumbis e dos próprios sobreviventes.

Eles então partem sem rumo e algum tempo depois chegam a Woodbury. A princípio a maioria fica tranquila por ter encontrado o Paraíso, a minoria fica com um pé atrás e nunca fica desatenta.

Aos poucos o grupo que chegou em Woodbury vai descobrindo quem realmente é o Governador, aquele homem que parecia ser a pessoa certa para cuidar daquela sociedade se mostra totalmente perverso, manipulativo e psicopata.

Em um lugar onde erros não são permitidos, todos os que erram pagam de alguma forma, e para o Governador a forma correta de corrigir esse erro é criar uma arena onde os culpados lutam entre si, e somente o sobrevivente é perdoado.

Nessa sequência o personagem do Governador é odiado cada vez mais por muitos e amados por outros, será a forma certa de lidar com a “sua” sociedade? Ou é apenas uma forma de saciar sua vontade por vingança?

Leia, decida e avalie sua opinião sobre o Governador.


Sinopse


Há alguns meses que Philip Blake, o temido e ao mesmo tempo adorado Governador, organizou Woodbury para que a cidade murada fosse um local seguro no qual as pessoas pudessem viver em paz em meio ao apocalipse zumbi.

E paz e segurança é tudo que Lilly Caul, que tenta desesperadamente sobreviver a cada dia que nasce, quer. Porém, mal sabe ela que seguir em direção a Woodbury é estar a um passo do perigo. Uma horda de errantes famintos não é nada perto do que se pode encontrar por lá.














0 comentários:

Postar um comentário

 

©Copyright 2011 Apreciando a Leitura | TNB