Resenha do livro O Bangalô

6 de janeiro de 2016


Este é um livro que vai ficar na minha memória por muito tempo. Simplesmente porque a história é tão linda que será difícil esquecer. É o primeiro livro da Sarah Jio que lei. Espero que os demais me causem esse mesmo efeito.

Anne foi uma jovem que serviu como enfermeira durante a Segunda Guerra Mundial em uma ilha chamada Bora Bora. Ela decidiu adiar seu casamento com Gerard, pois não tinha certeza se seu amor por ele era o suficiente para querer passar o resto de sua vida ao seu lado, e acompanhar sua melhor amiga, Kitty, nessa viagem que mudaria as suas vidas.

Kitty era uma jovem irreverente, ela flertava com os soldados descaradamente, enquanto Anne se concentrava em seu trabalho e em ter as respostas que buscava sobre seus sentimentos por Gerard.
Tudo começou a mudar quando Anne conheceu Westry, um soldado dedicado e de caráter admirável. Não demorou muito para eles estarem apaixonados e passando momentos de amor em um lugar secreto que eles descobriram na ilha: um bangalô.

Claro que, diante de uma guerra, nem tudo poderiam ser flores. Westry se ausentava durante algumas missões e Anne sofria sempre que algum avião retornava com soldados feridos na esperança de não ser Westry.

Durante esse período as coisas foram mudando a amizade entre ela e Kitty. Sua amiga não era mais a mesma, se tornara distante e incomodada com a presença de Kitty ao seu lado.

Diante de alguns contratempos, Anne começou a duvidar da sinceridade do amor de Westry por ela, então quando ele retornou para casa e ele foi enviado em outra missão para a França, a distância, de fato, os separou.

Seguindo o conselho de sua mãe, que se casasse com um homem que ela tivesse certeza que a amasse, Anne se casa com Gerard. Mas depois de muitos anos, Anne recebe uma carta de uma pessoa que vive na ilha.

A neta de Anne, Jennifer, a entrega essa carta e também uma fotografia antiga de Westry, e pede que sua avó lhe conte a história dos dois.

A carta, a fotografia de Westry e a história de amor sofrida faz com que Jennifer incentive sua avó a voltar à ilha em busca de respostas. Elas fazem essa viagem e Anne descobre que mentiras, inveja, ciúmes e falta de comunicação foi o que realmente a separou de seu grande amor. Já envelhecida, Anne desabafa seus segredos e se liberta de seus sentimentos conflitantes que ocorreram naquela ilha. Ela também descobre o que aconteceu com Westry e seu coração se conforta ao descobrir que ele sempre a amou.


O Bangalô é um livro que recomendo muito. Fiquei triste ao ler a história, por causa dos anos de separação entre Westry e Anne. Sofri pelos personagens. Gerard amou Anne e sempre deixou isso bem claro. Westry amou muuuito Anne, mas deu a ela o benefício da dúvida. Mesmo que no final tudo fique bem resolvido, há muito o que lamentar. A história é muito linda e vale mesmo a pena ser lida.
 

©Copyright 2011 Apreciando a Leitura | TNB