Resenha do livro Cidade dos Ossos

14 de maio de 2016 0 comentários


Cidade dos Ossos é o primeiro livro da série Os Instrumentos Mortais, da autora Cassandra Clare, publicado em 2010 pela Editora Galera Record. 

O livro conta a história de Clary, uma garota de 15 anos que vive com sua mãe, Jocelyn, em um apartamento no Brooklyn. Clary tem um melhor amigo, Simon, com quem ela decide, certa noite, ir a uma boate, sem saber que a partir dessa noite sua vida pacata começa a mudar...

Na boate, Clary se interessa por um rapaz e fica de olho nele por um tempo até perceber que o garoto está sendo seguido e ela acaba presenciando o assassinato dele. O que tornou a cena incomum foi o fato do corpo do garoto imediatamente desaparecer deixando apenas cinzas no chão e o fato de ninguém mais conseguir enxergar os assassinos, além dela.

Jace, Alec e Isabelle são Nephilins, mais conhecidos como Caçadores de Sombras, cuja missão é matar demônios. Eles vivem entre os humanos só que os mesmos não podem vê-los, a não ser que eles permitam, por isso foi uma surpresa para Jace descobrir Clary, a garota humana que podia vê-los e ver também o demônio que eles mataram na boate.

Claro que depois dessa descoberta Jace foi atrás de Clary, e chegou em um momento bem oportuno, pois a mãe da garota havia desaparecido e o apartamento revirado por um demônio que dessa vez não tinha a forma de um rapaz bonito, e sim um verdadeiro monstro. Jace ajuda Clary e a leva para o Instituto, onde, juntos, eles poderão descobrir o que aconteceu para a mãe de Clary desaparecer e se ela é também uma Nephilim.

O livro conta com muita ação e um pouco de romance também. O interessante é que também existem personagens que são lobisomens, vampiros, fadas, etc. Achei legal a mistura.

Normalmente esse estilo de livro não chama minha atenção, mas acabei lendo e gostando. Portanto, vou continuar lendo a série.

Também assisti ao filme. E não é nenhuma novidade dizer que o livro é bem melhor. Além do filme resumir muito a história, compromete a interpretação dos personagens. No livro Jace é sarcástico, do tipo que se acha a última bolacha do pacote, mas no filme esse lado não foi muito explorado, o que o tornou meio sem graça. Já o personagem Simon, que é meio sem graça no livro, ganhou mais destaque no filme. Enfim, é do gosto de cada um. Recomendo ambos para um momento de lazer. 

Até a próxima!

0 comentários:

Postar um comentário

 

©Copyright 2011 Apreciando a Leitura | TNB