Resenha do livro O Lado Feio do Amor

1 de julho de 2016 0 comentários


Collen Hoover é uma escritora cujos livros conheci recentemente e amei cada um. 

O Lado Feio do Amor foi um livro o qual a sinopse não despertou muito o meu interesse. Comecei a ler por causa da autora mesmo. 

Tate Collins faz mestrado em enfermagem e está à procura de um emprego. Enquanto ela não consegue algo que pague suas contas, decide morar no apartamento do seu irmão, Corbin, um piloto de avião. Ao chegar no apartamento ela conhece Miles Arches, também piloto, vizinho e amigo de seu irmão. Mas a maneira como eles se conhecem não é nada convencional. Aos poucos ela vai se sentindo atraída por ele e percebe que ele sente o mesmo, mas o rapaz é todo na dele e deixa claro que não está a fim de relacionamentos. Não demora muito para a “pegação” começar e eu estava até pensando em desistir da leitura por causa disso. Gosto de romance, mas erotismo barato é outra história. No entanto, fiquei curiosa para saber sobre o passado de Miles. Há flashes do passado dele no livro e me interessei pelo conflito familiar que ele passou na adolescência. Apesar das cenas “quentes” e da Tate se permitir ser um objeto sexual nas mãos de Miles, eu achei o livro bom porque tirando essa parte o outro lado da história envolve um drama tremendo, daqueles que você fica refletindo sobre um bom tempo.

Às vezes alguns acontecimentos fazem a nossa vida dar uma reviravolta. Em questão de minutos tudo pode mudar. Foi assim com Miles. Ele foi do céu ao inferno e ficou nesse inferno por 6 anos. Ele não sabia como se perdoar e vivia se martirizando. No final do livro, quando tudo é revelado, dá até para entender o comportamento dele em relação à Tate. Só não dá para aceitar, porque eu sempre bato na tecla que mulher alguma pode se permitir viver sendo usada por um homem. 

Apesar de ter lido críticas sobre esse livro, eu não achei que ele decepcionou. Pelo contrário, a história é forte, nos faz ficar interessados em descobrir o passado de Miles e não querer largar o livro até descobrir tudo. Colleen Hoover é uma autora que usa bastante bem uma narrativa poética. Às vezes não encanta, vi umas metáforas meio sem sentido; mas outras vezes é uma delícia de ler. Você percebe que a autora sabe brincar com as palavras de forma que elas lhe causem emoção. Não chorei no final, mas me emocionei quando Miles teve que encarar o passado para poder dar uma chance ao seu futuro. Eu recomendo o livro. Mas sugiro que você não se prenda a algumas páginas, avance-as, e desconsidere alguns palavrões (não gosto nem um pouco deles).

Ah, não posso deixar de mencionar um personagem muito fofo: Cap, um senhor de 80 anos que fica amigo de Tate, ouve-a desabafar, dá conselhos sem ser intromissivo. E no final é revelado algo surpreendente sobre ele. Uma de suas frases que gostei:

"O amor nem sempre é bonito, Tate. Às vezes você passa o tempo inteiro desejando que um dia ele mude. Que melhore. E aí, antes que perceba, você já voltou para a estaca zero e perdeu seu coração em algum lugar no meio do caminho."

Sinceramente, eu gostei da história.

0 comentários:

Postar um comentário

 

©Copyright 2011 Apreciando a Leitura | TNB