Resenha do livro A Traição de Natalie Hargrove

19 de setembro de 2016 0 comentários


Lauren Kate ganhou minha simpatia com a série Fallen, que, apesar dos altos e baixos, gostei de conhecer. As capas sombrias e ao mesmo tempo belas também chamam a nossa atenção. 

A Traição de Natalie Hargrove foi um livro que me surpreendeu. A história passa grandes lições. Espero que eu consiga transmiti-las a vocês.

Natalie é uma garota de origem humilde. Ela não tem orgulho de seu passado num lugar onde as pessoas são tratadas como "ninguém". É por isso que, quando sua mãe consegue subir na vida por conta do casamento com um homem rico, Natalie esquece de vez seu passado e passa a usufruir da vida glamourosa que ela tanto almejou.

Nat é o tipo de garota que faz as outras sentirem inveja. Ela é bonita, popular, namora um belo rapaz, Mike, também popular e rico. Durante os três anos em que estão juntos, o casal esbanja charme. Eles parecem ser da realeza. Aliás, isso é o que mais Nat deseja. Ser coroada a rainha do baile e ter a chance de provar a todos que ela venceu. Nat não tem nenhuma concorrente à altura. Por isso, em relação a ela, se sente tranquila. O problema é que seu namorado Mike não está tão seguro quanto a ser coroado rei. Há um concorrente que pode tirar a coroa dele. Na verdade Mike não é do tipo que se importa muito com isso. Mas Nat não sossega até ter a certeza que nada vai impedi-la de conseguir o que sonhou e trabalhou durante os últimos anos na escola para conseguir.

O concorrente de Mike é Justin Balmer. Um garoto que fez parte do passado de Nat e é um dos segredos que ela esconde. A história toda traz um suspense sobre algumas partes do passado de Nat, o que deixa o leitor bem curioso. Quer dizer, também ficamos apreensivos para saber o que o futuro reserva para Nat, já que ela fez uma tremenda burrada para prejudicar Justin.

Em uma festa à fantasia, Justin está completamente bêbado. Mike e Nat colocam ele no carro e saem para dar volta. Ao passar pela Igreja, Nat tem a ideia de deixar Justin ali, bêbado e vestido de mulher, para que no dia seguinte, domingo, quando as pessoas fossem à Igreja, vissem Justin ali: caído bêbado e vestido de mulher. Com essa postura, as pessoas talvez não quisessem mais coroá-lo.

Mike não gostou da ideia, mas o garoto é do tipo que sempre cede aos caprichos da namorada. E Natalie, completamente sem noção, ainda tem a ideia de amarrar as mãos de Justin e deixá-lo preso no presépio para que ele não consiga escapar dali.

Mas, no dia seguinte, quem se surpreendeu foi Natalie. As pessoas chegaram à Igreja, mas a cena foi trágica, pois Justin estava morto. O casal tenta manter a calma, mas no fundo eles se desesperam. Quer dizer, Mike se desespera. A atitude de Nat é um pouco mais fria, pois ela está preocupada mesmo é com a coroação. E com isso, ela convence o namorado a colocar a culpa em outro garoto, um rapaz que vendia drogas.

A partir daí a história fica bem interessante. Eu ficava o tempo todo me perguntando até quando a cumplicidade do casal ia durar, uma vez que em situações assim, alguém sempre acaba dedurando alguém quando sente que está sendo mais prejudicado. E também não existe crime perfeito. Sempre há rastros.

Mike fica abalado, Natalie tenta controlar a situação, a ela mesma e a Mike. As pessoas começam a suspeitar, a questionar... A paz de consciência é tirada de Natalie.

O final é trágico. E nos faz refletir: Até onde estamos dispostos a ir para manter as aparências? Para nos sentirmos no auge? Para ter a sensação de que todos querem estar em nosso lugar?

Nat abriu mão da dignidade, da integridade, do caráter para conseguir o que queria, mas, no fim... Será que valeu a pena?

Recomendo. Recomendo. Recomento. Ponto. 

0 comentários:

Postar um comentário

 

©Copyright 2011 Apreciando a Leitura | TNB