Resenha do livro Sem você não é verão

2 de janeiro de 2017 0 comentários

Este é o primeiro verão que Belly não vai passar na casa da família Fisher. A morte de Susannah (melhor amiga da sua mãe e dona da casa da praia) mudou tudo.

Sem você não é verão começa a ser narrado dois meses após a morte de Susannah. Belly está triste e entediada passando o verão com suas amigas do colégio. Conrad está fazendo um curso de verão e Jeremiah não está na casa da praia.

O primeiro livro da série terminou de um modo bem interessante, insinuava que haveria alguma coisa rolando entre Conrad e Belly. E de fato rolou. Neste segundo livro ela relembra algumas cenas que aconteceu entre eles, e aos poucos a autora vai nos deixando a par da história. A narrativa continua intercalando entre o momento presente e as lembranças de Belly.

Belly continua agindo com imaturidade. Mesmo que ela seja bem jovem, é muito insegura e fala o que vem à cabeça sem pensar nas consequências. Isso a deixa em apuros com Conrad. E por falar em Conrad, ele continua agindo de modo frio em relação aos sentimentos de Belly. Ele não assume nenhum relacionamento com ela, mas também não ajuda a garota a esquecê-lo. Não coloca um ponto final na história. E Belly continua esperando por ele.

Jeremiah é quem mais se destaca entre os irmãos, demonstrando que continua sendo um amor de garoto e fazendo com que Belly ainda se sinta parte da família. No final, Belly percebe o quanto ele sempre foi seu parceiro e o quanto eles têm em comum.

Parece que a garota percebeu que correr atrás de Conrad é perda de tempo. Não que ele não goste dela, os dois irmãos gostam. Mas Conrad é o mais complicado e faz Belly sofrer. Agora, cabe a garota escolher com quem ela quer ficar no terceiro livro.

A trilogia Verão é composta pelos seguintes livros:


2. Sem você não é verão 

3. Sempre teremos o verão

Leia também: 




0 comentários:

Postar um comentário

 

©Copyright 2011 Apreciando a Leitura | TNB